0

O CORNO DE SI MESMO & OUTRAS HISTORIETAS

Posted by admin on mar 16, 2014 in + LITERATURA, - CONTOS, - FRANCESA
SAM_4182

DISPONÍVEL

Livro de MARQUÊS DE SADE. Tradução de PAULO HECKER FILHO.

Escritos nada menos que durante o período em que o Marquês de Sade ficou preso na Bastilha, por volta de 1787, os contos aqui reunidos foram editados apenas em 1926. Nestas histórias, o Marquês, no seu melhor estilo, afronta todos os tipos de instituições, especialmente a do casamento. Protagonizadas por maridos devassos e mulheres submissas, ou ainda por maridos depravados e mulheres mais ainda, contam com a plêiade de personagens que são caros ao autor: padres ardilosos, mocinhas castas e ardentes prostitutas se revezam no universo da traição e da depravação. Um contista nato, o Marquês de Sade, que passou quase a metade de sua vida entre prisões e sanatórios, foi capaz de escandalizar gerações e de ser censurado em século e meio após sua morte.

Editora L&PM POCKET.

63 páginas.

 
0

A MULHER INDEPENDENTE

Posted by admin on fev 16, 2014 in + LITERATURA, + ROMANCE, - FRANCESA

DISPONÍVEL

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Livro de SIMONE DE BEAUVOIR. Tradução de SÉRGIO MILLIET.

Tradução de apresentação, notas e dados biográficos – ANDRÉ TELLES.

A partir de uma pergunta aparentemente simples – “o que é a mulher?” -, Simone de Beauvoir fez, em O segundo Sexo, uma análise genealógica do que se entende por feminino ao longo da história. Demonstrando que a mulher foi definida na cultura ocidental sempre em oposição ao homem, ela apresenta o caráter histórico desses conceitos e defende que não há uma essência do feminino: “Ninguém nasce mulher: torna-se mulher.”

Mais do que denunciar os papéis atribuídos à mulher em diferentes épocas, Simone de Beauvoir sugere uma saída existencial para a mulher assumir a construção de sua própria identidade. Com rigor intelectual, estabelece um marco do feminismo e da luta pela liberdade de se autodeterminar (não apenas das mulheres, mas de todas as minorias) a seleção de textos de O Segundo Sexo nesta edição mostra como o pensamento de Beauvoir continua instigante e essencial para refletir sobre as identidades contemporâneas, mais de meio século após sua publicação.

Editora POCHET OURO (é um selo da Editora AGIR Ltda)

141 páginas.