0

O SENHOR EMBAIXADOR

Posted by admin on ago 27, 2011 in + LITERATURA, + ROMANCE, - BRASILEIRA

DISPONÍVEL

Livro de ERICO VERISSIMO.

O  livro aborda a questão das relações interamericanas, as ditaduras militares da América Latina (e as oligarquias que as apóiam) e sua contrapartida comunista. Mas trata sobretudo do ser humano, a grande preocupação do autor. É mais um exemplo do domínio que Erico Verissimo exerce sobre a liguagem e sobre a técnica do romance. E de sua inabalável coerência, como homem e como contador de histórias..

Editora CÍRCULO DO LIVRO.

480 páginas.

Tags:,

 
0

O HOMEM VERMELHO // OS MENINOS

Posted by admin on ago 27, 2011 in + LITERATURA, - BRASILEIRA, - CONTOS

DISPONÍVEL

Livro de DOMINGOS PELLEGRINI JR.

O conto de abertura “O Encalhe dos Trezentos” foi previamente editado no “Livro de Cabeceira do Homem”, em 1975. Foi uma revelação. Tendo a audácia de usar um tema já trabalhado por Julio Cortázar (“A auto-estrada do sul”, em “Todos os fogos e fogo”), triunfou onde qualquer um apostaria no fracasso. Se Cortázar jogava seu conto no âmbito abertamente universal, carregando o insólito, Pelegrini Jr., com o mesmo assunto, compunha uma obra enraizada em nossa realidade, onde o insólito e o universal se encontram não na situação em si mesma, mas no fato de vivermos em uma realidade que possibilita tal ficção.

Editora CÍRCULO DO LIVRO.

205 páginas.

Tags:,

 
0

COMO ERA VERDE O MEU VALE

Posted by admin on ago 27, 2011 in + LITERATURA, + ROMANCE, - ESTRANGEIRA

DISPONÍVEL

Livro de RICHARD LLEWELLYN. Tradução de OSCAR MENDES.

“Como era verde o meu vale” é uma história simples, forte, feita de saudades sobre o cotidiano de uma família de mineiros do sul do País de Gales, nos anos 1870. Filmado em 1941, sob a direção de John Ford, “Como era verde o meu vale” foi julgado o melhor filme do ano pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood.

Editora CÍRCULO DO LIVRO.

468 páginas.

Tags:, ,

 
0

MONSIGNORE

Posted by admin on ago 27, 2011 in + LITERATURA, + ROMANCE, - ESTRANGEIRA

DISPONÍVEL

Livro de JACK-ALAIN LÉGER. Tradução de OCTÁVIO MENDES CAJADO.

Embora os fatos – políticos, financeiros, religiosos, policiais – aqui relatados sejam, na maioria, autênticos e tenham ocorrido, nem por isso este livro deixa de ser um romance. Às personagens reais e demasiado conhecidas o autor emprestou uma existência e propósitos inventados. As outras são totalmente imaginárias e seus atos ou procedimentos inteiramente fictícios. Toda e qualquer semelhança com a realidade terá sido fortuita e involuntária.

Editora CÍRCULO DO LIVRO.

355 páginas.

Tags:, ,

 
0

FARDA FARDÃO CAMISOLA DE DORMIR

Posted by admin on mar 5, 2011 in + FICÇÃO, + LITERATURA, - BRASILEIRA, - CRÍTICA, - FÁBULAS

DISPONÍVEL

Livro de JORGE AMADO.

“Esta fábula conta como dois velhos literatos, acadêmicos e liberais, partiram em guerra contra o nazismo, a ditadura e a prepotência. Toda e qualquer semelhança com tipos, organizações, academias, classes e castas, figuras e sucessos da vida real será pura e simples coincidência, pois a anedota é produto exclusivo da imaginação e da experiência do autor. Reais são apenas a ditadura do Estado Novo com a Lei de Segurança, a máquina de repressão, as prisões cheias, as câmaras de tortura e o obscurantismo, e a Segunda Grande Guerra Mundial, desencadeada pelo nazi-fascismo, em seu pior momento, quando se dava tudo por perdido e a esperança fenecia.”

Editora CÍRCULO DO LIVRO

230 páginas.

Tags:,

 
0

COMPLEXO DE CINDERELA

DISPONÍVEL

Livro de COLETTE DOWLING. Tradução de AMARYLIS EUGÊNIA F. MIAZZI.

Misturando reflexões pessoais com depoimentos de mulheres de várias idades e profissões, relatos de psicanalistas, psiquiatras, entrevistas e pesquisas bibliográficas, “Complexo de Cinderela” aborda a dependência psicológica da mulher.

Editor CÍRCULO DO LIVRO.

240 páginas.

Tags:, ,

 
0

JARDIM NOTURNO

Posted by admin on jan 2, 2011 in + LITERATURA, - BRASILEIRA, - POEMA
JARDIM NOTURNO

DISPONÍVEL

Livro de VINICIUS DE MORAES.

Poemas inéditos do grande poeta do amor e da paixão, que apontam para suas diversas facetas- o sonetista, o escritor metafísico, o bom vivant.

Editora CÍRCULO DO LIVRO.

199 páginas.

Tags:,

 
0

BARRA PESADA

Posted by admin on jan 2, 2011 in + DEPOIMENTO, + LITERATURA, + POLICIAL, - BRASILEIRA

DISPONÍVEL

Llivro de OCTÁVIO RIBEIRO.

Em BARRA PESADA, ele fala, principalmente, de polícia. Alguns vão relembrar, outros conhecerão uma polícia diferente, mostrada numa linguagem peculiar, com termos que revelam histórias de tiras e bandidos. Seu autor, Octávio Ribeiro, vulgo “Pena Branca”, Jornalista de profissão, dizia ter como psicose o perigo… Ele revelou sua “vida pregressa” num livro cativante, recheado de “mumunhas” espalhadas em “rounds” – nome que deu aos capítulos da sua obra. Com um estilo marcante, que inclui gírias e expressões da malandragem da época, descreveu, depois de 15 anos trilhando caminhos “traiçoeiros e espinhosos”, um tempo diferente. Através do “retângulo de capa dura”, deu sua versão, onde ponderou que “não curtiu os condimentos mágicos da literatura”, apenas “colou as consoantes nas vogais, tentando separar o bem do mal, como as grades separam o bandido dum policial…”.

As histórias começam na década de sessenta. Diferente de hoje, naquela época os policiais conhecidos não eram delegados… No Rio de Janeiro, destacavam-se os detetives Perpétuo e Le Cocq – aquele mesmo que acabou dando nome à famosa escuderia. “Pena Branca” revelou que “os canas transavam estilos diferentes”. Conta que “Perpétuo tinha cara de índio e um papo longo nos lábios”. Que “ele criou a maior rede de bandidos delatores que já houve no latifúndio do Cristo Redentor… Prendia sem dar tiros. Le Cocq era o inverso, defendia uma filosofia: ‘Quem tem pernas curtas vai à frente’. Tradução: bandido anão não tinha vez…”. Qual era a do Perpétuo?  “Pena Branca” responde:  “Um tira esperto: veneno na língua, sorriso aberto – um dos primeiros policiais a reconhecer o poder da imprensa. Ele papeava com repórter policial, fornecia mil informações, muitas frias, algumas quentes. Ganhou fama na lama, discutiu até com gago… Le Cocq não, evitava os jornalistas. Ele não queria acordo, o marginal teimoso morria. Quando o grupo dele surgia era aquela orgia, fugia até quem não devia…”.

Editora CÍRCULO DO LIVRO.

344 páginas.

Tags:,

 
0

OS SERTÕES

Posted by admin on dez 30, 2010 in + HISTÓRIA, + LITERATURA, + ROMANCE, - BRASILEIRA

DISPONÍVEL

Livro de EUCLIDES DA CUNHA. Ilustrações ALFREDO AQUINO.

No livro, Euclides da Cunha descreve as batalhas entre os homens liderados por Antonio Conselheiro e o exército brasileiro. Com seu estilo jornalístico-épico, traça um retrato dos elementos que compõem a guerra de Canudos – a Terra, o Homem e a Guerra.

Editora CÍRCULO DO LIVRO.

490 páginas.

Tags:,

 
0

OS LUSÍADAS

Posted by admin on dez 30, 2010 in + LITERATURA, - ESTRANGEIRA, - POEMA

DISPONÍVEL

Livro de LUÍS DE CAMÕES. Ilustrações de LIMA DE FREITAS. Prefácio de HERNANI CIDÂDE.

Neste grande poema épico, obra-prima da poesia portuguesa, Camões relata a viagem de Vasco da Gama à Índia. Celebra assim a epopéia dos navegantes portugueses dos séculos XV e XVI, que atravessaram os mares em busca de riqueza e levaram a língua portuguesa às mais longínquas regiões do planeta. Texto integral enriquecido com notas explicativas.

Editora CÍRCULO DO LIVRO.

490 páginas.

Tags:, , ,